Monday, Sep. 25, 2017

Mídia: Michel Teló na capa da Revista Época?

Escrito por:

|

3 de janeiro de 2012

|

Publicado em:

Mídia: Michel Teló na capa da Revista Época?

Quanto pior melhor! É desta forma que eu vejo este emburrecimento cultural da música popular brasileira! Este lobby feito em um lixo chamado “Ai se eu te pego” do cantor, Michel Teló, me faz ter vergonha alheia. Pior mesmo foi ver um grupo de soldados dançando este som que é um amontoado de palavras que não dizem nada, que  não seja a mais pura sacanagem.

Agora, virar capa da Revista Época (imagem abaixo), foi para nos deixar com dúvidas se o mundo realmente não estaria no fim. É um verdadeiro holocausto auditivo. Estão matando meus ouvidos. Cadê o Direitos Humanos nestas horas? Brincadeiras a parte, cada um gosta do que achar melhor, mas eu continuo afirmando: Não podemos alinhar por baixo a nossa cultura musical. O Brasil tem coisas muito melhores do que essa!

Ainda fico com uma frase da cantora Rita Lee, que diz: “Com tanto brasileiro por aí metido a bamba. Sucesso no estrangeiro ainda é Carmem Miranda”.

 

 

Leia também:

Share This Article

Related News

Comportamento: Crise de identidade
Cultura: Publicitário criciumense lança livro de poesias e crônicas
Comportamento:  Questões para repensar ou discordar. A escolha é sua!

About Author

mairarabassa



(14) Comentários lidos

  1. Sergio Marcio
    3 de janeiro de 2012 at 17:48

    Holocausto auditivo é uma definição sensacional. Bem essas, mesmo! E olha que eu gosto bastante da Época, mas um representante da música trash brasileira na capa é de lascar.

  2. mairarabassa
    3 de janeiro de 2012 at 17:51

    Por favor né Sérgio! Tanta gente com talento neste País, que não encontra uma oportunidade, e eis que esse lixo vira "sucesso" internacional! É brincar com a inteligência de quem ainda consegue pensar um pouco no meio desta turbilhão de mediocridade!

    • Davi
      6 de janeiro de 2012 at 12:57

      Olha... opiniões a parte, se o cantor está com tanta moral assim atualmente, não é culpa da música "trash" como vocês dizem, mas sim por causa do público, não adianta querer comparar músicas ricas em letras e melodias se o que as pessoas gostam são de músicas alegres e fáceis de cantar. E qual a indignação do Michel sair em uma revista grande quanto a época, por que a indignação? O rapaz é de extremo talento e segue lutando desde sua infância. Acho que o que falta nas pessoas é aceitar as mudanças mundanas, ninguém é obrigado a gostar desse estilo de música e nem por isso ela se torna merecedora de tantas críticas. E outra, não é por que o Michel lançou uma música escassa de letra que ele não tem talento, afinal sua qualidade vocal, sua presença de palco e postura não é fácil de se obter, coisa que essa " Tanta gente com talento nesse país" como você mesmo disse, não teve, senão com certeza também estaria no bolo.

      • Bruno
        7 de janeiro de 2012 at 18:19

        Talento? Esse cara não é nem um pseudo-cantor...lamentável, isso que dá pagar 600 reais de salário para professores.

  3. Emanuela da Silva
    3 de janeiro de 2012 at 18:48

    É lamentável o que o mercado fez com a musica popular brasileira a definição de MPB não existe. Sucesso fabricados em estúdios jogadas na mídia como gosto popular aos poucos vem apagando os ritmos típicos da MPB . Pobres compositores, arranjadores cujas composições tornaram-se imortais ( Tom Jobim, RC, Erasmos, João Bosco, Aldir Blanc, Djavan, Lulu Santos, Cazuza, Paul Sulivan, etc) disputando atenção lado a lado com os funk, tec nobrega, brega, sertanejo universitário, pagode. Pior é que as novas gerações privadas das versões originais de muita música adaptada tem tudo como verdade.

  4. Marco Antonio Mendes
    3 de janeiro de 2012 at 19:51

    É aí que vou discordar de você. Totalmente. Na realidade estou achando uma chatisse o povo reclamar do fenômeno que está sendo Michel Teló. Ok, tudo bem... cada um tem o direito de gostar de qualquer estilo musical e você não é obrigada a curtir Ai, Se Eu Te Pego. Algo que é meu caso, eu não gosto. Mas estou achando, sim, o máximo essa superexposição mundial. Tive a oportunidade de ouvir as músicas dele, dezembro passado, no Velho Mundo (várias vezes) e fiquei impressionado com a quantidade de estrangeiros cantando em português. Agora me diz, qual cantor na atualidade - ou em outras épocas - foi capaz de levar um pouco da cultura brasileira pra fora? Essa é a questão e ninguém reconhece. Enquanto isso, nós consumimos descaradamente produtos culturais de outros países (dos EUA, principalmente). E olha, tem coisa muito pior do que Ai, Se Eu Te Pego e todo mundo adora escutar/assistir pelo simples fato de que é em uma língua distinta a nossa. Música pop é isso. E em todo o mundo. É letra sem noção, refrão chiclete e, muitas vezes, irritante. Por isso que pegou. Por isso que dou os créditos para ele. Artistas latinos tem pouquíssimas oportunidades de entrar no mercado internacional, principalmente os brasileiros. Se Michel Teló está tendo a oportunidade neste momento, temos que celebrar. Você até poderia levar Maria Gadú, Caetano Veloso, Maria Rita e toda essa turma da MPB para fazer um crossover. Daria certo? Nem aqui no Brasil eles vendem tanto nos tempos de hoje.

    • Leonardo
      31 de março de 2013 at 15:16

      tudo bem q el esta levando a sua musica para o ''mundo'' + será q eh certo nós brasileiros sermos conhecidos e lembrados por esse tipo de musica??? ''ai se eu te pego" .... Valesca ... mc catra ... Eu digo q naum... pq isso eh culpa de pessoas como vc q acham q so pq eles fazem sucesso com as massas ele deve ser chamado de "cultura brasileira"

  5. Adams Cardozo
    4 de janeiro de 2012 at 12:39

    Realmente um disparate! Reduzir os valores de nossa cultura popular a uma mera insinuação sexual? Mas não me causa muita surpresa. Diariamente, principalmente em midias de massa, vende-se e se reproduz diariamente a imbecilidade e a estupidez dando a estas grande valor. Do que adianta do outro lado as informações sérias? Muito pouco. O massacre de desinformação e entretenimento consegue corromper fortemente a população. Falta-nos mais poder de análise e perspicácia para lidar com os meios midiáticos.É notório no Brasil essa vulnerabilidade. Claro, esses meios não são os únicos vilões, mas são muito fortes por aqui. Deve-se ter cuidado.

  6. Pingback: O que Michel Teló pode nos ensinar sobre microditaduras cotidianas e carência | Papo de Homem – Lifestyle Magazine

  7. Pingback: Ele “traduz os valores da cultura popular” | Buteco do Max

  8. mairarabassa
    14 de janeiro de 2012 at 16:09

    Bem, pelo que vimos a pauta é bastante polêmica! Existem aqueles que ponderam e dão seu ponto de vista sem ofensas pessoais, porém existem aqueles que nada mais fazem do que falar baixarias! O bom de sermos moderadores, é que podemos aprovar ou não certos comentários. E para que isso não se tornasse um octógono do UFC, resolvemos não aceitar todos os comentários, principalmente aqueles que partiram para ofensas pessoais! Afinal, o espaço aqui é para debater sobre o tema exposto e não para partir para a agressão virtual de quem teve a coragem de se expor e mostrar o que acha diante de tal assunto! Obrigada a todos pelos comentários!

  9. Pingback: Michel Teló, gostos e cultura popular

  10. valdir
    6 de fevereiro de 2012 at 2:01

    parabens michel telo, bom para os brasileiros, A maioria dos cantores brasileiros nao se preocupam em levar nossa musica la fora, porque ficam milionarios fazendo sucesso no brasil, pais de 200 milhoes de habitantes, por isso as gravadoras nao se preocupa com isso o maximo que nossa musica foi para fora, foi para portugaL e alguns pais da africa somente, nunca uma musica ficou tao conhecida no mundo igual essa de michel telo(ai se eu ti pego)temos um cantor internacional brasileiro. MICHEL TELO.

  11. Alan
    14 de agosto de 2012 at 14:49

    Discordo totalmente do seu artigo? Como sempre falo: vamos começar definindo o que é MPB? E depois vamos pegar as palavras individualmente e defini-las. Muitas pessoas pensam que MPB é apenas Caetano e Gil... PEEEENNN! Errado, temos muitas outras coisas, agora qual o mal que ele faz fazendo o sucesso que está fazendo? Deixem no para lá! Se não gostam não ouçam o som dele, sigam suas vidas. P.S: tenho de concordar que a parte dos soldados foi tensa demais....

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>