Thursday, Nov. 23, 2017

Comportamento: Crise de identidade

Escrito por:

|

1 de maio de 2016

|

Publicado em:

Comportamento: Crise de identidade

O ser humano acha que está acima das outras espécies por se tratar de um ser “civilizado”, porém temos presenciado verdadeiras barbáries protagonizadas por este ser. Interessante que justamente os “seres superiores” dotados de inteligência e valores morais têm causado um desequilíbrio descomunal a própria espécie. À medida que a era tecnológica avança seus nos inventos e rapidamente nos proporciona várias experiências, o ser humano ao mesmo tempo vai perdendo a sensibilidade. Ou seja, de certa forma vai acostumando com certas atrocidades do dia a dia.

Esquece-se de olhar ao nosso redor, eis que de repente a vida nos faz parar, sim, estagnar em algum momento ora triste ou alegria quando não sabemos. Mas é justamente nesta pausa que passamos a refletir acerca de tudo o que vivenciamos. Em algumas situações chegamos à conclusão de que em algumas situações perdemos tempo demais tentando explicar o óbvio para intolerantes. Outras nos fazem sorrir de gratidão, no entanto, faz-se necessário prestar atenção na vida e tudo o que ela pode nos proporcionar. Vivemos numa crise de identidade não apenas a tal crise “política” sendo que essa é gerada pela ação de algumas pessoas.

Porém, este não é o ponto crucial e por falar em ação é fato de que com o avanço da tecnologia deveríamos estar bem adiantados cientificamente na luta pela cura de algumas doenças, contudo caminhamos a passos lentos esbarrando na burocracia e a falta de apoio neste sentido. O que motiva o homem a massacrar, escravizar discriminar e violentar em todos os aspectos o direito do Outro? Não basta caçar, colecionar seres vivos do reino animal os quais têm a capacidade civilizatória. Temos orgulho de que? Quando vamos acordar deste devaneio tolo de superioridade? Temos que perceber que sentimentos e sensações são conquistados e não comprados ou roubados. Quando vamos aceitar a opinião ainda que contrária do outro apenas pelo direito dele ele expressar?

Sim, fomos brutos e bárbaros com a própria espécie, temos que reaprender a ser fraternos e gratos. Não é o tempo o responsável por resolver os nossos erros e sim as ações diárias. Ainda a tempo de mudarmos de postura o amanhã depende do hoje. Comece por você a mudança.

Por,
Emanuela da Silva
Jornalista e Colaboradora do Blog 

Leia também:

Share This Article

Related News

Cultura: Publicitário criciumense lança livro de poesias e crônicas
Comportamento:  Questões para repensar ou discordar. A escolha é sua!
Comportamento: Ser humano, onde está você?!

About Author

mairarabassa



Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>